Fatores como estresse, vida agitada e a má alimentação são as principais causas de ansiedade

img_1_27_3245

Você sofre por antecipação? Acorda cansado? Tem dores de cabeça ou muscular? Vida corrida, muito trabalho e poucas horas de sono podem desencadear a ansiedade, uma combinação complexa de sentimentos de medo, apreensão e preocupação.

De acordo com o Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, 12 % da população brasileira é ansiosa, o que representa mais de 24 milhões de habitantes. “Fatores como estresse, vida agitada e a má alimentação são as principais causas da ansiedade. Uma alimentação saudável e equilibrada é de extrema importância para o controle do problema, pois ela fornece a matéria-prima para a formação de neurotransmissores – substâncias que o cérebro produz para manter o equilíbrio físico e emocional”, alerta Flavia Morais, coordenadora de nutrição da rede Mundo Verde.Além de uma alimentação adequada, a especialista ainda indica a prática de exercícios. “Atividades físicas regulares estimulam o organismo a produzir endorfina, responsável por causar sensação de bem-estar – euforia tem relação com aumento da ansiedade e não a sua diminuição – normalizando, assim, os níveis de ansiedade”, explica a especialista. E para evitar ou combater a indesejada ansiedade, a nutricionista recomenda alguns alimentos.

Frutas cítricas: a vitamina C diminui a produção de cortisol – hormônio liberado pela glândula adrenal quando somos expostos ao estresse e ansiedade. As frutas cítricas promovem o bom funcionamento do sistema nervoso e aumenta o bem-estar;

Ovos, leite e carnes magras: fonte de triptofano – um aminoácido que alivia os sintomas de ansiedade. Esses alimentos aumentam a produção de serotonina – hormônio da felicidade, causando a sensação de relaxamento e bem-estar;

Carboidratos: presente nos cereais integrais e nas frutas mais docinhas, também ajudam no combate à ansiedade. O carboidrato aumenta o nível de açúcar no sangue, proporcionando energia, bem-estar e disposição. São recomendadas de 6 a 9 pequenas porções diárias de arroz, aveia, feijão, batata, massas, mel, uva, maçãs e etc;

Banana: essa fruta também auxilia no combate a depressão e alivia os sintomas da ansiedade, devido ao alto teor de triptofano contido na fruta;

Chocolate: é rico em flavonoides, um antioxidante que auxilia a produção de serotonina. Esse neurotransmissor é responsável pela sensação de bem-estar e que melhora o humor, reduzindo a sensação de ansiedade. Dê preferência ao chocolate amargo, pois é menos calórico e possui mais flavonoides. O consumo indicado é de 30 gramas por dia;

Espinafre: o espinafre contém ácido fólico, uma potente vitamina antidepressiva natural. A pouca quantidade no organismo de ácido fólico, indica baixos níveis cerebrais de serotonina. Outro fator importante, é que quando o cérebro consome muita energia para funcionar, existem algumas sobras de resíduos químicos oxidantes. E é nesse momento que os alimentos como o espinafre “desenferrujam” o cérebro;

Carnes e peixes: fonte de triptofano, vitamina B3 e magnésio, também ajudam na produção de serotonina, importante para garantir um sono tranquilo e o bom humor. As carnes e peixes contêm outro aminoácido chamado taurina, que aumenta a ação do neurotransmissor chamado GABA, utilizado pelo organismo para controlar fisiologicamente a ansiedade.

(Via Bonde)

Posts relacionados: