(Via Just Lia)

Por Samantha Shiraishi

Concluir projetos pode ser um ótimo jeito de desestressar. Já comentei aqui que, além de costurar como hobby, minha boloterapia e as pinturas em casa me ajudam a refazer o ânimo para os trabalhos “sérios”.

No entanto, foi com as crianças pequenas que redescobri o prazer de brincar com coisas simples, como massinha de modelar, dobraduras e recortes de papel (origami e kirigami, artes da terra dos meus avós), desenhar e pintar.

Os meninos cresceram e passei um longo tempo sem esse passatempo como parte da rotina. Até que a caçula chegou a essa fase (a de pedir: “Mamãe, desenha para mim?”) e, ao mesmo tempo, surgiu a moda dos livros de colorir para adultos.

No Dia das Mães ganhei um dos populares dessa leva, o livro de colorir “Floresta Encantada”, de Johanna Basford. Na capa ele já tem um recadinho que parece direcionado para mães: “Caça ao tesouro antiestresse” 🙂

O que eu descobri? É realmente relaxante porque, ao se concentrar em colorir direito ou na escolha das cores, a gente fica tão entretida que parece esquecer os problemas do dia. Além disso, ainda tem a vantagem de que não dá para colorir e mexer no celular ao mesmo tempo (risos).

Segundo a editora da série “Secret Garden”, os livros exigem dedicação e, para isso, é necessário que o indivíduo se desligue de seus problemas e concentre todas as suas energias no colorido.

Muitas amigas minhas estão “viciadas” nos livros e confirmam que a atividade ajuda a diminuir a ansiedade, estabiliza o humor, aumenta a capacidade de atenção, é extremamente relaxante e pode até servir como um auxílio para dormir.

Mas tem também uma explicação científica para isso, veja que legal!

Esse tipo de arteterapia está sendo pesquisada pelo neuropsicólogo Dr. Stan Rodski, que desenvolveu um livro de colorir especificamente para trabalhadores estressados. Segundo Rodski, quando o indivíduo está concentrado, colorindo uma imagem, o seu cérebro pode sofrer alterações nas redes neurais comportamentais.

Isso ocorre porque, durante a atividade, o nível de adrenalina no cérebro é reduzido e o nível de dopamina (um neurotransmissor capaz de melhorar funções cerebrais como memória, cognição, emoções e sistema de recompensa), aumenta.

Para completar, ao notar que o desenho pronto ficou bonito, o sistema límbico do cérebro é ativado. Ele é responsável pelo controle de nossas emoções e tem papel importante na regulação do stress.

Gostou? Agora você pode se deleitar com um novo hobby e ainda terá justificativas científicas para garatir que todo mundo te dê um tempo para isso 🙂

E como os livros de colorir também exercitam a concentração e a coordenação motora, vale botar a família toda na atividade. Na sessão Criar e Brincar aqui em Disney Babble tem uma infinidade de atividades para os pequenos.

(Via Disney Babble)

Posts relacionados: